Uma coisa que não deve faltar na maleta de um turista que viaja para Cuba

Quando viajar para Cuba, não se esqueça de comprar lá, ou levar de casa, papel higiênico. Os cubanos, por necessidade e/ou falta de celulose (vide desmatamento), se habituaram a ter pouco acesso ao papel,  incluindo aí o papel higiênico. Após a realização de cada necessidade fisiológica, fazem a higiene com água e sabonete.

Nos primeiros dias, você pode até estranhar, mas em pouco tempo, vai adorar a sensação de higiene perfeita.

Cultura em geral e musica “gringa” em Cuba

Espetáculos musicais e partidas de jogos esportivos são gratuitos para o povo cubano.

Em alguns casos excepcionais podem vir a pagar em torno de cinco  a dez centavos de dólar  por cada ingresso  (cinema, teatros, operas ou ballet)

Agora, musica “gringa” como Rock não era vista com bons olhos desde a Revolução de 1959 mas agora isso também parece estar mudando e até os Rolling Stones fizeram um show em Havana.

Os portões foram abertos para o show e todos tiveram a oportunidade de desfrutar PACIFICAMENTE de um grande espetáculo

Como sugeriu o Papa Francisco quando esteve em Cuba nesses últimos 6 meses: o mundo vai reconhecer que a população Cubana deseja a paz entre todos os países, e que necessita apenas de  mudanças  internas e o fim do embargo para melhorar as condições econômicas, pois é isso que os aflige.

 

É seguro andar sozinho em Cuba?

“Como é a segurança urbana na Ilha?”

Essa é uma pergunta que muitos amigos brasileiros me fazem. Em Cuba, não há riscos de assaltos, roubos e violência. É possível sair de casa a qualquer hora do dia, ou madrugada sem que nada aconteça.

Dizem os cubanos que existem lá “batedores de carteira” e “estafadores” – eu entretanto nunca soube de algum caso concreto. Os casos de brigas entre cubanos geralmente são desencadeados por desavenças por mulher ou jogo de dominó.

No Verão, pessoas ficam sentadas na soleira das portas durante o dia  e até tarde da noite. E lá é verão o ano todo.

Nas pracinhas, onde funciona o serviço de wi-fi, os cubanos ficam completamente à vontade expondo seus aparelhos, sem o menor risco de sofrerem algum tipo de roubo.

 

 

O que está acontecendo em Cuba?

Desde que Pablo e eu nos conhecemos, as mudanças positivas não param de acontecer na Ilha.

“Los Cinco” cubanos, que permaneceram durante 12 longos anos presos injustamente nos EUA, sob a acusação de conspiração e espionagem, foram libertados. Cuba foi retirada da lista de países que apoiam o terrorismo. Onde, na verdade, nunca deveria ter estado.

Num espaço de seis meses, o Papa Francisco visitou Cuba duas vezes.

Também por influência do Papa Francisco, foram dados os primeiros passos para a recente visita do Presidente Obama e sua família à Cuba.

Até 2012, Cubanos não tinham permissão para entrar no saguão dos aeroportos. Vi muitas mães, muitos familiares, tendo que aguardar do lado de fora, sem que tivessem ao menos um banco para sentar.

As cédulas do dinheiro Cubano eram emitidas com valores muito baixos; um grande problema isso. O exemplo dado aqui era que para se comprar uma geladeira, ou algo de valor igual, era necessário levar uma enorme quantidade de notas.

Não havia a possibilidade de se fazer compras com cartão de crédito em Cuba.

Um cidadão cubano comum, não tinha acesso à internet, salvo em situações estritamente profissionais.

Sistema Educacional

O sistema educacional em Cuba realmente é aquilo que daqui se sabe: são muitas e muitas  Creches, (que eles chamam de Círculo Infantil), além  das Escolas Primárias e das Secundárias.

As crianças dos Círculos Infantis e das Primárias estudam em horário integral, praticam esportes, dança ou música instrumental.

Existem também as escolas Pré Universitárias, Universidades,  Mestrados, Especializações e Doutorados. Também existem os cursos técnicos e outros de curta duração, como culinária, fotografia, línguas estrangeiras, jardinagem, “panaderia” (padeiro) e outros que nem lembro. Tudo sem custo algum para a população.

Não existem escolas particulares, nem uma escola que seja melhor ou pior. Todos, sem distinção, recebem o ensino de sua escolha com alto padrão de qualidade. As creches e as escolas Primárias são sempre pequenas, e são compostas por turmas pequenas também.

Só as Secundárias funcionam em prédios grandes, mas ainda assim as turmas são sempre pequenas.

Muitas pessoas me perguntam como é a educação das crianças que apresentam algum tipo de limitação. Em Cuba, a prioridade são sempre crianças e os idosos, e se a criança é “especial”, ela recebe uma atenção também especial. Muitos profissionais especializados se incumbem de oferecer o melhor para elas. Ainda não sei como, e se trabalham com  inclusão, vou me informar.

Os uniformes escolares são sempre iguais em qualquer escola do país. A cor do uniforme dos alunos os diferencia entre as escolas Primárias e as Secundárias.

O uniforme de todas as meninas e mocinhas  são de Saia-calça, o que lhes dá maior liberdade nos movimentos. Um detalhe curioso e que eu particularmente acho charmoso, é o lencinho que usam no pescoço.

Você pode chegar em Cuba e cruzar com uma criança ou um adolescente Cubano passeando com uma roupa velha ou surrada, mas os uniformes escolares que eles recebem nas escolas  são sempre novos  e impecáveis. No mesmo padrão das nossas melhores escolas particulares brasileiras.

O problema que eu vejo no sistema educacional Cubano é que todos podem e querem cursar Universidade. São formados anualmente inúmeros Engenheiros, Enfermeiros, Pedagogos, Agrônomos, Veterinários, Economistas, Advogados, Jornalistas, Médicos e muito mais. (Em outro momento, vou comentar sobre as escolas de dança e esportes.)

E justamente por isso, falta mão de obra na agricultura. Sem equipamentos, sem maquinários modernos e sem mão de obra, os resultados na Agricultura deixam à desejar.

Nas Universidades estudam, além dos Cubanos, alunos que chegam de 47 países diferentes em busca de formação (muitos são brasileiros). Penso que a procura maior, é pela Faculdade de Ciências Medicas, onde ministram vários cursos da área de saúde.